Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

segunda-feira, 6 de junho de 2011

The Hangover - Part 2


Ou a minha memória já não é o que era, ou então o primeiro filme não me marcou por aí além. Seja como for recordo o primeiro The Hangover (A Ressaca) como uma boa comédia, fresca e divertida, mas que não deixou grande rasto de memória.

Entretanto sai a sequela, A Ressaca 2, e eu lá fui ver. Como se comenta um filme que é, sem duvida, divertido e que se vê de bom grado, mas que ao mesmo tempo é chatinho, sem sabor e completamente inconsequente? Vou tentar...

Começando pelo titulo e tema do próprio filme, a "ressaca", espera-se que surja uma comédia bastante incisiva, violenta (não no sentido fisico, apenas. Perceba-se), suja, sem medo e que, no minimo, consiga surpreender aqueles que...enfim...sabem o que é a Ressaca.

Em vez disso temos um filme tão contido, tão medricas, tão, diria mesmo, familiar!, que até se torna desconfortável de ver em certas alturas. Sim, o pirilau aparece por lá a tentar fazer a shock-gag, e o sentido de desorientação vivido pelos protagonistas seria, na vida real, uma estória realmente digna de se contar. Mas para um filme que tenta viver do potencial arrojo do seu tema, puro e simplesmente não é suficiente. Insisto no sentido familiar deste filme - parece-me realmente que se não fosse pelas tais aparições fálicas, A Ressaca 2 poderia servir perfeitamente como comédia de família de sábado à tarde, com a canalhada toda à volta do sofá a ver com os papás.

Vê-se bem, mas a verdade é que em toda a duração do filme eu nunca soltei uma gargalhada genuína e realmente espontânea. O filme não surpreende e não nos leva a lado nenhum. É um total desperdício. Tem meia dúzia de trocadilhos mais ou menos inteligentes que irremediavelmente escapam por completo a 98% do publico de uma plateia não americana (portuguesa em particular então, nem se fala), e tem algumas situações e personagens caricatas que ainda nos levam a pensar que a fita se irá finalmente destacar. Mas nunca acontece, e rapidamente se percebe que os senhores que lidaram com esta sequela não têm os cojones necessários para lidar com um tema que reserva em si tanto potencial!

O que gostei mais? Sinceramente foi dos grandes planos de Banguecoque...do seu skyline em particular. Sentimos sempre que a acção se passa realmente naquela emocionante metrópole, e não em estúdios fatelas de Hollywood. Também gostei bastante da sequência de fotos que ilustram os créditos finais da fita. Aliás, essa foi sem duvida a parte mais engraçada do filme para mim. Mas quando uma comédia precisa de iniciar os créditos finais para me fazer rir, é muito mau sinal...
Lá está, não é que não tenha gostado do filme. Mas também não consegui gostar realmente. É inconsequente...é coninhas.

PS: Já me esquecia de dizer. Tem uma boa banda sonora o filme. Poucas mas muito bem escolhidas! Há que dizê-lo.

5 comentários:

João Costa disse...

Antes de ir ao que realmente interessa, tendo eu um grande interesse em defender o que tanto me caracteriza, ou então, constitui a minha personalidade, "cojones" é uma palavra engraçada, uma das muitas que eu utilizo no meu dia-a-dia,que tu retiraste, sem quaisquer escrúpulos, do meu reportório. Sendo assim, na minha inocente posição, vou falar o que realmente faz desta "Ressaca" uma ressaca e até nostalgia de bons filmes. Digo isto, porque vendo a ressaca lembro-me de óptimos filmes que vi anteriormente. Mas o engraçado é que não falo de uma forma positiva, mas sim negativa, o filme, que supostamente é uma comédia, não fez rir nem ter qualquer expressão facial positiva.
Acho que não acrescentei nada à tua critica bastante construtiva.

PS: Recuso-me a utilizar o novo acordo ortográfico, pelo menos, por enquanto.

Leinad disse...

LOL por favor Joao, continua a vir comentar no meu blog sempre que estiveres bebado :)

João Costa disse...

Agradeço o valor que dás à minha presença, mas digo-te que o sentimento expressado no meu comentário não vem do meu grau de alcoolémia. Possuo Sadismo Delirante... PSD, gostas-te da piada?

Anónimo disse...

Foi preciso iniciar os créditos finais para te fazer rir?!!!!
Onde estiveste durante todo o filme????
Eu vi-o numa sala de cinema cheia e era risota por todo o lado do princípio ao fim...

Leinad disse...

Lamento imenso ser um bocadinho mais exigente e critico no que às comédias dizem respeito. É provavelmente o género mais dificil de realizar, e um dos que mais respeito. Eu considero-me uma pessoa com um sentido de humor muito amplo e abrangente, mas este hangover 2, quando a mim, puro e simplesmente nao vem acrescentar NADA ao que se tem feito no género nos ultimos 10 anos. De resto, deixei de achar piada a macacos em filmes depois do Indiana Jones e a Arca perdida...

Mas obrigado pelo comentário, anónimo :) (sinceramente)