Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

sexta-feira, 8 de abril de 2011

The Nobody


Lê-se de ponta a ponta em pouco mais de 20 minutos. Chega-se ao final e pensa-se, "O quê?! Só isto? Já acabou?". Mas depois começa a emergir dentro de nós uma certa tristeza..."sim, acabou...". E percebe-se que The Nobody deixou uma marca profunda cá dentro. Uma marca que muitas obras com grande contagem de páginas e maior exposição não conseguem deixar.

É notável este pequeno grande comic de Jeff Lemire. A arte enganosamente simples. Na verdade repleta de emoção e atenção ao detalhe. As personagens, que se apresentam em tão curto espaço de tempo, ficamos a conhece-las muito bem e perduram na memória. A narrativa ultrapassa-se a si própria, e ultrapassa o leitor, que tem de reflectir no final para atingir o que deixou para trás.

É tudo tão simples, mas o alcance é imenso. E assim se faz uma obra obrigatória...

Sem comentários: