Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Fair Game


Jogo Limpo em Português. O trailer tinha-me enganado, fazendo-me julgar que se trataria de uma espécie de Bourne com protagonista feminina e muita correria a desenvolver a acção, mas nada disso. Este filme é só paleio e trama politica com muitos e interessantes vislumbres aos (cada vez mais expostos, ou assim pensamos nós) bastidores dos serviços secretos e de informação norte-americanos. Atenção, não digo "paleio" como critica negativa, pelo contrario, achei o filme bastante bom, e hoje em dia se há coisa que me consegue agarrar a uma cadeira de cinema e distrair-me do mundo real lá fora por uns momentos, é precisamente um filme cheio de "paleio".
Baseado no muito mediático e conhecido escândalo da agente da CIA exposta ao publico em 2003 (as pessoas minimamente interessadas e atentas deverão recordar-se perfeitamente - olha eu a ser arrogante), Fair Game, quanto a mim, ganha pontos por não espectacularizar e/ou enfeitar em demasia a história, apresentando-se sempre bastante sóbrio e realista. Seria muito fácil (e talvez até pertinente, dum ponto de vista de entretenimento) dramatizar mais um pouco certas cenas e aspectos da narrativa, mas tal, aparentemente, não acontece - pelo menos não de forma muito óbvia e flagrante.

Um bom filme e interessante thriller politico. Nada de extraordinário que nos fará ter longos debates daqui por 20 anos, mas tendo em conta todo o esterco que nos querem impingir nas salas de cinema neste período natalício (estou a olhar pra ti, Harry Potter e companhias), diria que se fossem comprar um bilhete ao acaso, Jogo Limpo não seria de todo uma má escolha.

*fiquei a pensar durante algum tempo se encaixava a imagem num dos cantos superiores do texto ou se deixava assim bem grandona a fazer de bandeira ao post. Deixei assim. Por vezes apetece nao ser nada subtil e elegante.*

Sem comentários: