Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Embargo


Muito bom filme! E muito bom filme portugues.
Poderia estar aqui a escrever mil e uma coisas sobre o contexto do cinema portugues e mais umas tretas e tal, mas o que interessa aqui é mesmo que Embargo é um filme muito bom! E sendo portugues, a surpresa pra mim foi enorme. Por duas razoes: primeiro porque é portugues e, regra geral, as produçoes lusas sao sempre uma granda cagalhada (é qué mesmo assim!E normalmente quem discorda disto são os realizadores portugueses...). Em segundo, foi uma surpresa porque eu até fui ao cinema porque queria ir ver um filme chines realizado por um portugues (nao me lembro agora do nome e tou com a net demasiado instavel pra ir procurar), mas ao contrario do que estava anunciado na internet, o filme afinal já nao estava em exibição no local onde fui. Ora porra.
Mas ainda bem por um lado, porque realmente vale muito a pena ir ver este Embargo.

Tecnicamente muito bom, com uma optima fotografia e bom uso dum compulsivo (mas nao abusivo) atenuado tom sepia ao longo de toda a longa metragem, Embargo é tambem detentor de uma excelente banda sonora original, que foi aliás um dos aspectos que mais me agradou na pelicula (embora numa ou duas cenas fosse mal implementada, na minha opiniao).
O filme em si, a estória e tal...gostei. Seguindo a minha filosofia de que um filme se desfruta melhor sabendo-se o menos possivel sobre o mesmo, não vou aqui entrar em pormenores nem exposições sobre a narrativa. Apenas digo que gostei muito do principio ao fim.

Numa nota pessoal (e isto é mesmo muito pessoal e totalmente subjectivo e nao espero que alguem seja da mesma opinião), devo dizer que este Embargo me cheirou muito a Takeshi Kitano. Nao, nao tem muito a ver com nenhum filme de Kitano em particular (seja esteticamente, como a nivel tecnico ou de narrativa), mas ao mesmo tempo, e para mim, Embargo tem uma vibe muito Kitano. E até, mais em  particular, fez-me lembrar o filme 19, também japones, do realizador Kazushi Watanabe. Tambem nao tem nada a ver com este 19, mas, por alguma razao, enquanto via Embargo, de vez em quando lá me surgia Kitano e este 19 na minha mente. Enfim, aproveito tambem pra deixar a sugestao do 19, pra quem nao conhece. Bom filme, gosto muito (trailer e imdb).

Sem comentários: