Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

terça-feira, 24 de agosto de 2010

SPARTACUS: Blood and Sand



O que começou por parecer apenas uma nova série que se deixava transportar numa carruagem de estilismo excessivo, violência gráfica extrema, sexualidade inadvertidamente explicita e gratuita  e toda uma ambiência de exploitation generalisada, revelou-se com o tempo, afinal, ser uma das mais surpreendentes e bem realizadas séries dos ultimos tempos. 

Inteligente, verdadeiramente imprevisível, escrita irrepreensível, brutal, genuína, repleta de fantásticas interpretações (desde os mais protagonistas até várias das personagens secundárias), duma rara e arrebatadora carga dramática...estas são algumas das melhores expressões que encontro pra descrever Spartacus: Blood and Sand. Mas talvez o melhor elogio que lhe posso dar é que é uma série que se entrega, e, acima de tudo, entrega plenamente, e com grande brilhantismo, todos os frutos que os seus seguidores desejam e vão assinalando nas suas listas de exigências ao longo dos vários episódios. Nada fica guardado no saco de reservas (apesar de uma segunda season estar já confirmada e a história estar longe de terminada) nem tão pouco as tipicas manhas e iscos de muitas séries populares actuais são utilizadas. Aqui não há truques nem a criação de falsas expectativas. E o resultado final é total..épico mesmo! Tão refrescante que isto é hoje em dia...

Sim os efeitos especiais são xungas e aparentemente fracos, mas ao mesmo tempo coerentes com a tematica estilizada e entranham-se profundamente (e facilmente) no hábito do espectador. De resto não mais defeitos consigo encontrar.
Além de tudo isto, e já não bastasse o nome da série como indicação óbvia, a mensagem de Spartacus é a mais importante e bela delas todas, a da Revolução. E a própria série, parece-me, tambem é bastante revolucionária na sua execuçao e apresentação e cria um novo precedente que servirá de linha a ultrapassar para qualquer nova obra de semelhantes pretensões que se siga. E isso é sempre de louvar...


(Acho que nunca fiquei tao insatisfeito e frustrado com a imagem escolhida pra um post como neste. Dada a serie que se trata, seria de esperar que se conseguissem encontrar milhentas imagens espectaculares pelos tubos das nets, mas eu pelo menos nao consegui encontrar muitas que me agradassem particularmente. Ficou esta, daqueles que são, para mim, os verdadeiros protagonistas desta primeira season.
Pronto, senti necessidade de explicar isto...)

Sem comentários: