Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

terça-feira, 4 de maio de 2010

Shiny Cover

Estava aqui a ver um podcast sobre videojogos e subitamente comecei a pensar nas capas das caixas dos jogos (box-art, cover-boxes, como queiram chamar-lhes, sei lá), e, como muita gente, cheguei á óbvia conclusão que a maioria das capas utilizadas pra ilustrar jogos sao...bem...bastante foleiras e desinteressantes. Lembro-me de ler algures, ha bastante tempo atrás, que uma elevadissima percentagem dos jogos (tipo 172%) têm normalmente na capa uma personagem masculina a segurar algum tipo de arma. E isto é verdade. Bastou-me desviar um pouco o olhar do ecra do computador aqui prás minhas prateleiras de jogos (PÁLÉTES!!) pra poder confirmar que isso é bem verdade. E as excepçoes á regra na sua maioria incluem jogos de caracter desportivo, como simuladores automoveis, futebol, etc, ou jogos musicais (e no meu caso pessoal, tambem os dois Dead or Alive Extreme, que possuo com grande orgulho!).

Mas ao mesmo tempo que pensava nesta avassaladora podridão artistica que assombra os videojogos (resultado e consequencia do proprio mercado e das suas exigencias), tambem me surgiu na mente, imediatamente, um excelente jogo que tem tambem uma excelente capa. E assim de repente, e sem dedicar o devido tempo ao assunto, até sou capaz de a considerar a melhor de sempre. Para mim pelo menos. Sim, existem muitos outros jogos com excelentes e muito sofisticadas capas, mas este, este tem ali um toque de requinte que, quanto a mim, é muito raro de encontrar noutros titulos. Estou a falar daquele que foi, até á chegada de Shenmue, o meu jogo favorito de todo o sempre (antes dele terá sido o Super Mario Bros., ou outro titulo qualquer da NES) e que ainda hoje considero como um dos melhores produtos que esta industria jamais produziu. Estou a falar do super classico, mas injustamente ignorado por muita gente, MDK da Shiny Entertainment (God bless!).
Quem jogou MDK, n'altura, sabe do que estou a falar: talvez o jogo de acçao mais divertido, bonito, irreverente, cómico, inteligente e sofisticado de sempre. Uma daquelas raras pérolas intemporais dos videojogos, que ainda hoje, apesar de todos estes anos passados, continua a ser uma obra prima na minha opiniao, e ainda um jogo extremamente original e inspirador. Tivemos tambem direito á sequela anos mais tarde, mas muito sinceramente, e apesar de ter sido bem recebida pela critica, eu nunca lhe consegui achar piada. Joguei os primeiros niveis e fartei-me. Nao sei muito bem explicar porquê...mas o charme do primeiro MDK já lá nao estava. Ou talvez até estivesse, mas a passagem do tempo impediu-me de o encarar da mesma forma, com a mesma fascinação.

Bem, mas servia este post nao pra falar do jogo em si mas sim, e apenas, pra prestar homenagem á sua grande capa (da versao PC), que é quanto a mim um dos melhores trabalhos já produzidos para um jogo.


Só depois de escrever tudo é que fui á procura da imagem. Foi o melhor que consegui encontrar, infelizmente.

Sem comentários: