Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mad Men

Image and video hosting by TinyPic


O PERFECT 10!

É a melhor expressao que consigo encontrar para o décimo terceiro e ultimo episodio da terceira e melhor season de Mad Men! Tão simplesmente, o episodio perfeito!
Toda a season vinha vindo (redundancia que soa bem e cheira a vinho) a construir-se e a construir algo de novo, e tudo finalmente se desencandeou, ou melhor, se libertou neste ultimo episódio. Facilmente o melhor episodio de qualquer serie que tenha visto recentemente, e tambem muito provavelmente o melhor episodio alguma vez feito para uma serie! Eu sei que digo este tipo de coisas muitas vezes e em relaçao a muitas series (BSG, Nip/Tuck, etc), mas nao posso deixar de enfatisar que, quem nao vê Mad Men está a perder! Está a perder muito mesmo! Está a perder o melhor que se tem feito em televisão, e que dificilmente será ultrapassado tão cedo!

Não vou entrar em pormenores para nao spoilar (quem vê a serie percebe bem, e quem não vê, que trate de corrigir!), mas ainda assim, a forma como esta serie foi escrita e se desenvolve em redor da grande, da enorme, da melhor personagem de sempre que é Don Draper, é algo totalmente inédito, refrescante, extremamente original e du jamais vu! Mad Men pode ser quase interpretado como uma historia de banda desenhada em que Don Draper é o seu super-heroi, daqueles bem ambiguos, que tanto dá para ser a melhor pessoa do mundo, como a mais fria e calculista possivel. Certo é que estaremos sempre a torcer por ele...conhecemo-lo bem, conhecemos o seu passado, o que o levou a ser o que é hoje, a sua dupla identidade, as suas muito camadas complexas. Só nós, o espectador, sabemos realmente quem é Don Draper. E ainda nesta interpretaçao de super heroi, temos depois os muitos assistentes e herois menores, que com os seus muitos e diversos poderes funcionam tanto como ferramentas para Draper, como tambem autenticas bases que o suportam. O vilão? O unico vilão que se pode encontrar é o próprio Don Draper, e isso ficou bem claro neste ultimo episodio. As suas duas facetas ficaram mais divididas e mais claras do que nunca, como ficou belissimamente representado numa das cenas finais do episodio em que Draper olha para a sua trupe de assistentes e contempla o sucesso do clã, enquanto ao mesmo tempo se corroi por dentro...sofre imenso á custa da machadada mais fatal que o seu vilão lhe poderia ter deferido. O seu nucleo mais importante, aquilo que lhe era mais querido e mais importante, foi finalmente, e inevitavelmente , destruido.

Esta é a serie perfeita! A primeira season foi optima a construir o cenario e a apresentar as personagens. A segunda foi excelente ao cimentar tudo o que a primeira tinha feito e ao desenvolver as personagens. E esta terceira season foi limpa, do principio ao fim. Foi a continuaçao da marcha de um comboio que vinha a acelerar gradualmente e que se previa descarrilar. Aconteceu.

Agora ficamos á espera da quarta season. Nunca até hoje fiquei tão ancioso por continuar a ver uma serie depois do final de uma temporada como fiquei agora com o final desta de Mad Men. E isto sem a existencia de qualquer tipo de cliffhanger rasca. É mesmo caso para dizer...muito bom! É muito bom!

E nem sequer falo das excelentes interpretações que inundam esta serie! Desde Don, a sua mulher (melhor actriz feminina da actualidade em televisao), o pessoal da agencia....pfff, nunca mais sairia daqui.

Sem comentários: