Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

terça-feira, 15 de setembro de 2009

True Blood

Terminou a segunda temporada de True Blood, e parece que temos um padrao: a temporada em si é quase sempre muito boa e interessante, e depois o episodio final é bastante fraquinho. Assim aconteceu com a primeira temporada, e assim se repete com a segunda.

Esta segunda temporada de True Blood veio, mais que nunca, mostrar o quão empenhados os produtores estão em fazer a serie mais xunga/serie B possivel, mantendo-se sempre muito sobria, seria e nada xunga. Pelo menos é esta a percepçao que tenho. True Blood é de facto uma serie confusa...confusa numa tentativa de a definir e de lhe colocar uma etiqueta clara. Por um lado temos um mundo onde humanos e vampiros coabitam entre si, com alguns psíquicos e aqueles que conseguem adoptar a forma de outros animais. E depois temos demonios, vampiros super poderosos, seitas religiosas fanaticas sem sentido aparente no meio da historia, temos orgias desenfreadas bastante explicitas, temos gente a cortar os seus proprios dedos, a comer tartes de coraçao humano, temos rituais pagãos muito distorcidos, temos momentos de muito gore, outros de muito sexo á lá '80s, outros tantos de humor....enfim, chega a um ponto, enquanto se vê True Blood em que começamos a pensar "pera lá, isto já começa a ser demais! Isto ás tantas já nao tem logica nenhuma.". Mas depois tambem pensamos, "epá mas isto é uma serie em que vampiros convivem com humanos. E os vampiros vao á 7/11 comprar sangue artificial engarrafado. E foi com este universo que fomos apresentados á serie desde o primeiro episodio...". Portanto, sim, faz sentido. E continuamos a ver...

E é essa a maior qualidade de True Blood...queremos mais! Sempre mais! Queremos continuar a ver, por mais absurda que a acçao seja. A serie transforma-nos em vampiros, cujo ingrediente essencial é mesmo True Blood, a serie! E isto deve ser sinal que a serie é mesmo boa, por mais ridicula que por vezes possa parecer.

Que venha agora a terceira temporada...e entretanto, fiquem com a intro da serie. Uma das melhores (senao mesmo a melhor) das series actuais.


1 comentário:

Lucífera disse...

Não posso, de modo algum, concordar contigo.
Vindo do autor de "Six Feet Under", é óbvio que me rendi e comecei a ver "True Blood". A primeira temporada era já ela má, mas entretinha (não fosse essa a missão de qualquer série televisiva provinda de Hollywood), mas a segunda? Epah, não, muito obrigada!
A segunda não passa toda ela de uma série de eventos sem nexo, com uma total desordem e balbúrdia, simplesmente (re)nascidas para culminar num leque de má televisão.
No entanto, não me surpreende.
Durante toda a segunda temporada só se vê cenas íntimas entre o casal de eleição (e não só) e um êxtase vermelho e sedento de ainda mais sangue.
Não façam uma terceira, por favor!!!