Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Dreamcast ~10 anos~


Dreamcast...já lá vão 10 anos! A ultima consola da Sega. Que dizer?
É sempre com um enorme sentimento misto de nostalgia e tristeza, mas tambem de enorme orgulho e alegria que qualquer dono de uma Dreamcast aborda o tema. Foi um periodo unico na historia dos videojogos. O ano 2000...aquele periodo natalicio de transiçao entre o ano 2000 e 2001 foi realmente unico. Um periodo que só aqueles que o viveram, com uma Dreamcast a seu lado, o conseguem compreender. Um buraco no tempo tão curto, mas tao intensamente preenchido, tão cheio de novidades, expectativas e visões do futuro. Uma verdadeira porta aberta, fisica e simbólica, para o século XXI.

A Dreamcast foi a minha ultima consola favorita, foi a ultima consola de que eu gostei. Depois da DC passei a encarar cada uma das novas maquinas que foram saindo como isso mesmo...maquinas. Meros involcuros eléctronicos, cujo principal interesse reside no seu catálogo de jogos. Mas a Dreamcast não...essa ainda tinha aquela mistica, aquele factor de lealdade colado a ela e que nos obrigava (e obriga) a sentir um carinho especial. A Dreamcast, para mim pelo menos, encerrou esse capitulo do mundo dos videojogos. Talvez para mim tenha simplesmente representado uma passagem para novos tempos, um amadurecer pessoal, deixando para trás a infancia. Mas ainda assim gosto de pensar que a Dreamcast tinha realmente aquele factor X que mais nenhuma consola entretanto conseguiu reproduzir.
Idiotas são aqueles que hoje dizem que jogam Playstation 3, ou Xbox, ou Wii. Hoje em dia eu simplesmente jogo, jogo videojogos. A máquina em que correm....essa é apenas um mal necessario, um custo obrigatorio...um recipiente que me faz lembrar dos tempos em que a consola realmente importava, em que os exclusivos ainda existiam realmente, em que existia "alma".

Apesar deste longo comentario, nao se pense que sou um saudosista desesperado, nem muito menos um pseudo retrogamer ou algo do genero. O que foi foi, e o que lá vai já foi. E nao tenho dificuldades nenhumas em deixar as coisas para trás, no seu devido tempo. Porque eu acredito, acima de tudo, que os videojogos (ao contrario do cinema, e até da musica) são uma arte que além de representar o seu tempo (tecnologico, mas tambem social, cultural, historico, etc), devem ser gozados no seu devido tempo, o mais rapidamente possivel assim que saem para o mercado. Antes que comecem a ficar datados...a ganhar bolor. E para provar isto não existe melhor exemplo que o da Dreamcast. Aquele periodo em que a Dreamcast viveu, tal como já disse, foi unico e efémero. Quem não o viveu nesse momento, nunca perceberá. Podem hoje andar pelos Ebays dessa net fora a desenterrar os clássicos da consola e a jogarem-nos que nem tristes pseudos, mas de que serve isso? Jogar Chuchu Rocket hoje nao tem valor nenhum! Phantasy Star Online igual. Crazy Taxi? Please! Skies of Arcadia? C'mon! Hoje em dia existem muitas melhores propostas, e há que as aproveitar agora, enquanto ainda estão a marcar o seu tempo! Deixem as mumias no seu devido lugar, pois só quem viveu com elas e as enterrou é que as conheceu realmente. A unica coisa que podemos fazer hoje é olhar para elas, contemplar, e imaginar o mundo exotico, fantastico em que viviam. Mas tentar conviver com elas? Eu acho isso bizarro, e inutil.

Os unicos jogos que ainda hoje recomendaria a qualquer pessoa, sem hesitação? Shenmue e Shenmue 2. Para mim os dois melhores jogos de sempre, sem qualquer outra obra que se possa comparar. Até hoje Shenmue (como um todo) continua a ser um caso unico, o seu proprio género. Muitos elementos de Shenmue serviram de inspiração para imensos jogos que entretanto foram feitos, mas até hoje ainda nunca voltou a ser reproduzido nada como Shenmue. Nada à escala desta obra perfeita!
E é sobretudo por causa de Shenmue que eu me sinto tão feliz por ter tido a Dreamcast no seu momento certo, por ter jogado Shenmue quando saiu. Depois disso nada voltou a ser como dantes. A maneira como hoje encaro cada jogo, as expectativas que tenho...a sombra de Shenmue paira sempre...

Sem comentários: