Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

sábado, 5 de julho de 2008

Metal Gear Solid 4


Dois dias de reclusão e acabei o Metal Gear Solid 4 (versao 360) aka Metal Gear AWESOME O.o!!

Bon, pra dizer a verdade levei 3 dias a completar o jogo: joguei cerca de 10 horas no primeiro, - intervaladas claro, pra não sofrer convulsões - e passados uns dois dias voltei a pegar no jogo pra jogar mais 6 horas. Desta vez não foram intervaladas! E porqué que parei ás 6 horas...bem, porque curiosamente, quando olhei pro meu relógio reparei que já passavam das 7 horas da manha e se não me fosse deitar e dormir imediatamente ainda me habilitava a apanhar com o "Falando bom Portugues" nas noticias matinais da RTP1 - "Atão comé qué? Diz-se VelociRáptor, ou diz-se Xaomin com galinha?" Pergunta a jovem reporter cega a um gato malhado nas ruas da baixa lisboeta...
Bem, acordei entao no dia seguinte e lá terminei o que restava do jogo. Tempo total: 20 horas e 43 minutos mais uns pózinhos de segundos.
A ultima vez que terei jogado um jogo com tal intensidade deverá ter sido com....hmm.....Shenmue 2. lol eu digo sempre isto. É a minha forma de dizer "este jogo é fucking Awesome!!!!". Na verdade já terei jogado a outros jogos de forma tão intensa entretanto, tais como Farenheit....Resident Evil 4....err....Farenheit, acho que já disse.

Ou seja, isto tudo pra dizer que MGS4 é um jogo muito, muito bom! Isto dito de alguem que nem se pode considerar um grande fã da série, já que eu apenas tinha jogado e completado o MGS2. Não que isso faça de mim um total ignorante em relação á saga, pois eu vi o primeiro MGS, da PSX (eu recuso-me a dizer PSOne!! E sim, sei que PSX passou a ser o nome daquele aparelho obtuso que a Sony fez que era suposto ser o media center mais tuning de sempre. Dont give a fuck!) a ser jogado quase por completo e li e vi vários videos que me puseram a par da história e demais pormenores (thks Gametrailers Retrospectives!). Ainda assim tenho noção que terei perdido imensos pormenores que só quem jogou todos os titulos poderia desfrutar...mas paciencia.

Hmm...mas em relação ao jogo....eu não queria tar aqui a escrever muito nem a fazer uma especie de review muito detalhada, mas, pra nao variar, já me estiquei um pouco, portanto mais vale ir até onde posso.

MGS4 não é um jogo perfeito, nem algo que se pareça. De facto, a nivel de jogabilidade (core gameplay wise, se me percebem) este é até um escandaloso exemplo de como colocar um jogo com valores de produção tao elevados no mercado agarrado a mecanicas de jogo totalmente datadas, ultrapassadas, limitadas, e, digamos mesmo, mal pensadas e executadas.
Odeio ter de fazer estas comparações, até porque suscitam sempre más interpretações, mas tenho que o dizer: quem está habituado a jogar Splinter Cell não pode deixar de se sentir extremamente desiludido com a jogabilidade e as limitadas opções que nos são impostas em MGS4. Seja a nivel de animações da personagem, de acções que podemos ou não fazer, seja a nivel de IA (má, no minimo)....enfim, a nivel de jogabilidade furtiva (e estou so a falar de jogabilidade), MGS4 é uma sombra quando colocado lado a lado com um qualquer Splinter Cell, ou mesmo com Assassins Credd (god forbid! lol). E é por isto que eu continuo a dizer que quem pensa e/ou afirma que Metal Gear Solid é o pinaculo da acção furtiva está redondamente mal informado e realmente não tem noção do que diz e só revela que não percebe daquilo que está a falar. Claro, Metal Gear foi pioneiro no género (e aqui refiro-me ao Metal Gear dos anos 80) e todo o crédito lhe deve ser dado por isso, mas não é razão pra tar a perpecturar esse falso dogma que Metal Gear continua a ser The Shit a nivel de stealth. Não é! Deixou de o ser assim que saiu o primeiro Splinter Cell.

E agora a explicação pra não tar sujeito ás tais más interpretações....

Tudo o que eu disse sobre Splinter Cell ser um melhor jogo de acção furtiva que Metal Gear não interessa pra nada! Não altera em nada o valor de MGS4, e este é realmente um jogo espectacular e, pra mim e até ver, o jogo do ano (ainda não tenho o Ninja Gaiden 2!! Raispartam!!). Ao contrario de Splinter Cell, Metal Gear é um jogo muito mais abrangente, vai muito mais além que a jogabilidade e mecanicas de jogo. MGS é sobre a história, a apresentação altamente cinematográfica, as personagens, a banda sonora....bref, MGS4 é uma experiencia inigualavel que transcende tudo aquilo que se viu até hoje no mundo dos videojogos dum ponto de vista de apresentação e valores de produção. E é mais uma clara evidencia que os jogos podem, e devem, ser muito mais que qualquer filme alguma vez poderá esperar ser. Há de facto "coisas" que só os jogos conseguem fazer e transmitir, e este MGS4 é mais um perfeito exemplo disso, e mais uma prova que esta industria produz arte de alto nivel (tambem odeio ter de bater sempre nesta tecla de "games = art", mas tem que ser).

Mas com tanto paleio nem estou a falar do jogo em si, de MGS4. Pelo que já disse dá pra perceber que a nivel de história e "valor cinematico" este Metal Gear tem o seu lugar mais que assegurado.....err ou não. Acho que nem falei da história. Bem entao, tambem nem vou falar. Apenas vou dizer que é excelente e todos os fãs irão ficar regaladas. E mais não digo qué pra não influenciar as expectativas de ninguem (as if).

Mas tenho que falar mais da vertente técnica do jogo. Os gráficos!!!! Os pixeis!!! Os "olha mãma, bue da fixe!! É em 3D e faz luzes!!".
Neste departamento MGS4 é capaz do melhor e do pior, mas é no geral espectacular! Começando pelo pior, os cenarios e level design de alguns capitulos do jogo são francamente horriveis fazendo pensar que estamos a jogar um titulo da geração anterior (sim, voces que ainda jogam em 128 bits, estão na geração passada! Não é esta que é nova, vocês é que tão no old!). Sem querer entrar em spoilers, mas devo dizer que o Act 2 e o Act 3 são particularmente assustadores na sua pobreza e concepção, e mostram que o senhor Kojima e companhia estiveram mais preocupados com a apresentação das cutcenes do que do jogo própriamente dito.
No lado positivo, e como já deu pra perceber, as cutcenes são realmente algo de....epá, de cortar a respiração! O detalhe das personagens...as texturas quase perfeitas, as expressões faciais tão humanas que por vezes assustam, a linguagem corporal tão bem representada....a quase ausencia de aliasing....é mesmo daqueles casos em que imagens, ou mesmo videos vistos na net, não fazem justiça. É preciso ver numa HDTV pra compreender o altissimo nivel gráfico que se atingiu com este jogo (e mais eu, como já disse noutro post, nem tenho 1080p, por isso jasus!). São vários os momentos que, por vezes, roçam a perfeição do CGI, e me deixaram a mim, literalmente, de boca aberta! E eu sou um gajo dificil de impressionar! Embora isto também me deixe embasbacado!
Mas também em algumas (muitas na verdade) secções de gameplay os gráficos impressionam em igual medida, senao mesmo mais (por serem secçoes de gameplay). Again, não quero spoilar nada, e não o vou fazer, mas aviso já que quem jogar MGS4 até ao fim vai ser presenteado com uma cena de acção incrivelmente arrebatadora dum ponto de vista visual/técnico/gráfico lá mais pró final... (e por falar em cenas de acção...OMFG, Raiden, faz-me um filho!!!! Best fight ever!)

Hmm....que mais posso dizer? É o caraças, é que eu ao escrever este post fi-lo de uma forma que odeio fazer, que foi escreve-lo em vários dias separados (3 também), e é complicado desta forma manter um texto bem organizado e coerente, estando eu agora aqui sem saber muito bem o que mais escrever sobre o jogo, embora sabendo que há muito mais a dizer....

Ah, a banda sonora. Excelente! O theme Old Snake composto propositadamente pra este ultimo capitulo da saga é maravilhoso! Lindo mesmo, e encaixa na perfeiçao no espirito do jogo e em particular na debilitada personagem que é Snake nesta sua ultima missão. Muito simples, mas excelente musica de qualquer maneira.

Bem e agora sim acho que já acabei. Ou melhor, ainda posso falar dos bonus da versao Limitada, que por acaso são bem bons.
Pra começar temos um CD com a banda sonora, que eu sinceramente ainda nem ouvi, mas pronto, é sempre nice ter. Mas mais interessante que isso, pra mim pelo menos, é o disco com os documentários de Making-of e Behind the Scenes e tal, que dão uma excelente, e rara, visão daquilo que envolve todo o processo criativo da criação e desenvolvimento do jogo. E um dos documentários em particular é ainda mais interessante, focando-se nas relações entre os membros da Kojima Productions e no próprio Hideo Kojima revelando-nos uma faceta poucas vezes exposta do criador da série e do seu modos operandi. Interessante de facto...


Tão a ver, tão a ver como é facil elogiar e glorificar um jogo e mesmo assim apontar-lhe os defeitos que têm de ser apontados? Não custa nada! E eu sou a prova porra! Ai.....jornalismo dos videojogos é tão nojento....oh well...

Epá e pronto, Metal Gear Solid 4 é jogão! E tá tudo dito.

*e sim, Laughing Octopus é a minha favorita*

Image Hosted by ImageShack.us

3 comentários:

LockeZeRo disse...

Versão 360?

lol


ah.. bom review

Anónimo disse...

... ainda não ha versão 360... ha? ...

Leinad disse...

Tava a gozar...

*Yeah cause like...brasilian visitors...I totally did that! LOL*