Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Top 10 Melhores Jogos 2007

Image Hosted by ImageShack.us


Ok, decidi fazer aquele que me parece ser, até agora, o artigo mais lame deste blog, nomeadamente um Top 10 daqueles que foram os melhores jogos de 2007.

Poderá parecer um pouco tardio fazer um artigo deste género já em plena segunda quinzena de Janeiro, mas pessoalmente acho que os sites especializados é que se precipitam um pouco ao revelar os seus tops imediatamente no fim de ano, sendo mesmo que alguns o fazem quando ainda falta mais de uma semana para acabar o ano. Portanto acho importante que se deixe passar algum tempo...assentar a poeira, deixar o hype, natural e gradualmente, desaparecer....
É curioso que eu faça um Top, já que, por norma, costumo ser um bocado anti-tops, no sentido em que estes acabam por reduzir bastante o valor individual de cada um dos eleitos na lista. Isto em tops de jogos, mas também de musica, filmes ou seja o que for. É o que eu acho. Mas pronto, apesar de não gostar muito de tops, a verdade é que parece ser um bom exercicio de reflexão para quem o faz, e, acima de tudo, é bastante divertido catalogar aquilo de que se gosta.

Quero também deixar claro que este top refere-se aos meus favoritos de 2007, significando por isso que apenas se incluem neste top jogos que eu joguei e terminei!
Estando as explicações dadas, cá vai o lindo do top, começando pelo décimo lugar...


10 - Skate (360)
aqui falei deste jogo, e realmente, não tenho muito mais a acrescentar. Uma verdadeira lufada de ar fresco no género, basicamente. *Credo, como eu odeio esta expressão, "lufada de ar fresco". É tão cliché e irritante...mas de facto neste caso adequa-se perfeitamente*


9 - Crackdown (360)
Excelente surpresa do ano que passou. Um jogo que cumpre em pleno o principal requesito que se pretende de um jogo: ser divertido. Crackdown consegue até ser extremamente divertido, e por isso é um dos meus favoritos.


8 - Ghost Recon Advanced Warfighter 2 (360)
A sequela de um excelente jogo revelou-se ser supreendentemente bastante melhor. Intenso, dramático e cheio de adrenalina, sem duvida a melhor experiencia bélica do ano.


7 - Stranglehold (360)
Com mais um ano em que Max Payne não nos presenteia com a sua presença, este Stranglehold serviu, de certa forma, para colmatar esse vazio. Mas mais do que viver na sombra de Max, Strangle revelou-se uma experiencia genuinamente boa. Divertido, frenético e cheio de acçao, este entra directamente para os melhores do género. E ganha também o prémio para "Nome mais engasgador do ano".
Já havia falado sobre ele aqui.


6 - Guitar Hero 2 c/ guitarra (360)
Foi o primeiro Guitar Hero que joguei e, apesar de entretanto já ter saido a terceira incursão da série, GH2 saiu ainda há bem pouco tempo, durante 2007 (a versao 360 pelo menos).
Incluo GH2 neste top porque, basicamente, é muito divertido (parece ser a palavra d'ordem)! Ainda hoje, de vez em quando, me dá assim uma vontadezinha lá dentro e pronto, lá vou eu tocar uma Free Bird e mais umas duas ou três musicólas só pra ir mantendo o ritmo.


Best 5...


5 - Hotel Dusk: Room 214 (Nintendo DS)
Digo desde já que cerca de 98% do catálogo da DS não me interessa minimamente, e que ainda hoje, não percebo muito bem porque comprei esta consola (no dia de lançamento!). No entanto, assim que comprei Hotel Dusk e o joguei, fiquei logo extremamente agradecido, a mim próprio, por ter comprado esta portátil. Sem duvida uma das experiencias mais interessantes, inovadoras e ousadas do ano. E digo ousada porque hoje em dia, lançar um jogo em que se passa cerca de 80% do tempo a ler linhas de dialogo (exemplarmente escritas) representa um grande risco comercial e por isso grande coragem por parte da companhia responsavel. Mas ainda bem que há quem corra esse risco.
Hotel Dusk marcou-me sobretudo por ser uma experiencia ultra relaxante, com o seu enredo muito bem escrito (embora mal aproveitado no final de contas), as suas personagens tão cativantes, complexas e profundas e uma banda sonora jazz que nos embalava ao longo dos desenvolvimentos.
Seria tão bom se saissem mais jogos como este prá DS....


4 - Halo 3 (360)
Também já escrevi um artigo sobre o jogo aqui, por isso pouco mais há a dizer.
Um dos incontornaveis do ano. Um pacote que vale tanto pelas suas partes como pelo seu todo. Detratores, ponham-se n'alheta! Halo 3 é excelente! Tanto em single, como online! Se nao gostam, temos pena (not rly).


3 - Lost Planet (360)
Um dos esquecidos do ano. Teve o "azar" (vendeu bues!) de sair em Janeiro, e por isso quase ninguem (sites de jogos) se lembrou dele aquando de eleger os melhores do ano. Mas eu nao me esqueço, e aliás, se não fossem os dois jogos que se seguem neste top, Lost Planet estaria em primeirissimo lugar!
O que temos aqui é uma das melhores experiencias de acção non-stop dos ultimos anos e uma das melhores formulas pra sucesso. Senao vejamos....tem muitos tiros e explosoes, tem aliens, tem mechs, tem um protagonista que sofre de amnésia mas extremamente motivado pra dar muitos tiros e provocar imensas explosoes, matar aliens e conduzir mechs. See? Win, Win, Win plus awesome!
Visto desta forma (a forma de ver dos cinicos do contra) realmente parece um jogo banal, mas Lost Planet é tudo menos banal. Dá imenso prazer a jogar e é bastante inovador na forma como combina imensas mecanicas diferentes de jogabilidades...as quais eu nao me vou dar ao trabalho de explicar aqui.
Ah, e tem uma história também, bastante interessante e bem feita por sinal, embora, pra grande espanto meu, tenha sido um dos aspectos mais criticados do jogo O.o Nunca hei-de perceber porquê....


2 - Mass Effect (360)
Again, podem ler o meu artigo sobre o jogo aqui.
Uma obra esmagadora e que marcará profundamente todos aqueles que a jogaram/jogarem. Jogos deste calibre....meia duzia por década.


1 - The Darkness (360)
Artigo escrito por mim, aqui.
Estava bastante indeciso entre The Darkness e Mass Effect para o primeiro lugar, e de facto não consegui encontrar nenhum factor em particular que fizesse balançar a balança pra um lado ou pró outro. Mas foi então que pensei no final de The Darkness. Eu sei que não se julga uma obra pelo seu final, e pessoalmente enerva-me aquele tipo de pessoas que dizem "eu nao gostei do filme porque o final era foleiro", e The Darkness é um excelente jogo do principio ao fim, não hajam duvidas nisso, mas aquele final....como explicar? FABULOSO! Marcou-me de uma maneira estupida mesmo! Foi daquelas coisas em que uma pessoa fica colada ao ecrã, de olhos cristalizados e bem abertos enquanto vê os créditos finais a rolarem e ao mesmo tempo não consegue parar de pensar naquilo que acabou de viver (neste caso jogar/ver). É como se uma lança saisse a toda a velocidade da televisão em direcção ao nosso peito e nos espete contra o sofá (isto foi estupido -_-). Enfim, realmente é dificil de explicar...
Mas final á parte, todo o jogo é fantastico. Não é perfeito em termos de mecanicas de jogo propriamente ditas, mas tem tantos momentos dramáticos e....fuck it, fantásticos (sou mau com adjectivos) que todos os defeitos são esquecidos.
The Darkness, O Jogo que para mim definiu 2007, mais do que qualquer um!





PS: Hmm...antes que perguntem, deixem-me já explicar porque não incluí alguns titulos mais "obvios".
Começando pelo principal, Bioshock....não o joguei. Quer dizer, joguei a demo, e não me convenceu. Sure o jogo parece ter um ambiente fantástico e tudo isso, mas ao mesmo tempo, não consigo parar de o ver como um FPS de terror mais ou menos banal (nao me batam). E além disso, não gosto de jogos que me assustem lol.
Outro, o Call of Duty 4. Se lerem o que escrevi aqui acho que já percebem porque não o incluí. Jogo mais overrated de sempre, basicamente.
Depois há os "nintendo". Há o Metroid Prime 3 e o Super Mario Galaxy em particular que figuram como jogos de topo em praticamente todos os Tops de sites especializados. Ora bem, eu apesar de ter uma Wii não gosto destes jogos (estou a ser simpatico e educado). Desculpem mas um FPS que me dá vontade de dormir e um jogo Mario em que basicamente, como em todos os outros, se anda aos saltos (UAU agora tem efeitos da gravidade...please), não é a minha ideia de jogos cativantes e/ou interessantes.

E pronto, tá feito :)

1 comentário:

Batunaz disse...

huuuuuum... onde está o Call of Duty 4: Modern warfare?? :D