Deixem o vosso e-mail para receber notificações de novos artigos...e ganhar brindes

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Paprika nos olhos até me faz chorar!


Pois é, depois de umas muito, imensamente, merecidas férias abroad, estou de volta! E além dos habituais souvenirs, trouxe também alguns filmes em DVD e videojogos (mas dos videojogos nao vou falar, pelo menos por agora), que são sempre uma das principais razões para o meu entusiasmo em relaçao a ir "lá fora".

De destaque, trouxe o filme Silent Hill, o filme anime Paprika e a segunda season de The L-word ^___^

Este artigo serve, principalmente, para mostrar que voltei ao activo no blog, e se aproveito pra falar destas ultimas aquisições, é apenas porque nao tenho mais nenhum assunto interessante. De maneira nenhuma é meu habito fazer-me de basofe e por-me a comentar todos os filmes que compro lol.

Começando pelo Silent Hill, que é uma adaptaçao da famosa e popular série de videojogos da Konami com o mesmo nome, digo já que fiquei francamente desiludido. Actualmente o filme é tido por muitos como a melhor adaptaçao de um jogo para filme, no entanto eu continuo a achar que esse mérito pertence ao muito (injustamente) ignorado filme Doom.
Esteticamente e em ambiencia geral, Silent Hill é muito bom e bastante fiel á série em que se baseia. O problema passa mesmo é pelo realizador francês, Christophe Gans (O pacto dos Lobos), que, quanto a mim....lol, não é muito bom realizador. Silent Hill é bastante bom em tudo excepto na forma como é filmado (e editado/montado, talvez). Ao assistir ao filme não deixava de ter a sensação que estava a ver um qualquer episódio de uma série de tv pela maneira como é filmado. Já O Pacto dos Lobos foi um filme que me desiludiu bastante pela mesma razao: a historia era boa, a ambiencia tambem, boas interpretaçoes....mas o trabalho de camara/montagem/editagem/whateva era extremamente mediocre, assim como acontece com este Silent Hill, na minha opinião.
De qualquer forma, não deixa de ser um filme interessante, e irá certamente marcar aqueles espectadores que não estão familiarizados com a série videojogavel, muito por causa do "arrebatamento" visual do filme, que é realmente espectacular.


Paprika
! Ah Paprika....que filmaço! Que hora e meia tão deliciosa que eu passei em frente á tv. Caramba, adorei este filme! Quase que me fez chorar de alegria! E quem me conhece sabe que eu só choro com Dirty Dancing (o de '87!).
É ainda mais de admirar já que este Paprika é um filme de animação japonesa, e, again, quem me conhece, sabe que eu nao me dou muito bem com animes....pelo menos séries de animes, porque com filmes dou-me bastante bem...de facto, um dos meus filmes favoritos é A Viagem de Chihiro (talvez seja mesmo O meu filme favorito).

Bem, Paprika é o mais recente filme de Satoshi Kon (Perfect Blue, Tokyo Godfathers...). Em Paprika (nome da personagem principal) um novo dispositivo foi inventado, que, para fins psico-terapeuticos, permite entrar nos sonhos das pessoas e gravá-los. As coisas complicam-se no entanto quando alguns destes dispositivos são roubados e começam a ser indevidamente usados, pondo em risco a vida de vários.
O resultado é um filme visualmente espectacular!!! É um daqueles filmes de sonho em que nunca se sabe bem exactamente quando estamos a assistir a cenas de sonho ou de realidade, ou se não será mesmo uma mistura dos dois! É um espectaculo gráfico e visual do melhor que já alguma vi. Não tanto de um ponto de vista técnico (embora seja irrepreensivel), mas sim de criatividade e cor.
Mas não é só fogo de artificio: a história e as personagens são igualmente excelentes e apaixonantes, e irão manter qualquer pessoa agarrada ao ecrã até ao fim!
Apesar de tudo, o aspecto que talvez mais me apaixonou no filme foram as músicas. Eu tenho de arranjar a ost!!! Os dois temas principais do filme são tão, mas tão bons!! Cada vez que uma das músicas surgia eu começava logo a sentir arrepios na nuca!
Que espectáculo que é este Paprika....literalmente!


Quanto a L-word, tal como disse, comprei a segunda season (penso que ainda não está à venda em Portugal), e cada vez mais adoro esta série. Não tenho aliás receio nenhum em considerar L-word como a minha segunda série favorita, logo a seguir a Nip/Tuck.
Apesar de ainda só ter visto alguns episódios, esta segunda season de L-word está a revelar-se cheia de surpresas e de novas personagens muito boas (I'm in love with a DJ...).
Quem ainda não começou a ver a série que comece o mais rapidamente possivel.


De resto, também vou, hoje mesmo, começar a ver a primeira season de
Battlestar Galactica (a nova série, não a antiga dos anos 70). Tou com boas expectativas, até porque tenho lido e ouvido falar muito bem da série. Assim que tiver visto episódios sufecientes darei a minha opinião aqui no blog.

Pronto ;)


1 comentário:

Nando disse...

Cena importante quanto a BSG: não sei já te informaste bem mas antes da 1ª season há uma mini-série de dois eps (com hora e meia cada) que estabelece toda a historia da série (não, não tem a ver com a série antiga). Tens de ver isso primeiro :3